Rewind

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

rio|

Vejo um rio correndo sozinho
E teus braços são da ponte a pedra da saudade
Vejo um rio correndo de mansinho
Esperando na noite, ao fundo, a liberdade

RM
Enviar um comentário