Rewind

sábado, 2 de novembro de 2013

adeus|

A despedida é o poema recusado
Em que as palavras morrem sem rimar
A despedida é um grito incendiado
Em que o lume é o fogo de te amar

RM
Enviar um comentário