Rewind

sábado, 2 de novembro de 2013

rosas|

Deixas rosas em meu peito como num jardim
E cada pétala é verso de carne com teu nome
Há em meu peito um vazio todo fome
Se acaso não estás sorrindo junto a mim

RM
Enviar um comentário