Rewind

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

vestido|

O vento levanta com beijos a roda do teu vestido
E teus cabelos desenham na luz uma graça desmedida
Tudo no ar é um eco de chuvas repetido
Como na noite a luz é sombra de gente já sumida

RM



Enviar um comentário