Rewind

domingo, 25 de agosto de 2013

não vás|

Não vás
Sem que teus beijos demorem a manhã na ponta dos meus dedos
Não vás
Sem que a janela aberta seja o fim de todos os segredos
Não vás
Sem que a rua seja toda um chão de mar e de infinito
Não vás
Sem que teu corpo seja a fome do que ainda não foi dito

RM
Enviar um comentário