Rewind

sexta-feira, 24 de maio de 2013

como se teus dedos|

como se teus dedos fossem marcar na minha pele
as palavras que cada manhã te trazem sorrindo
e cada beijo que deixas preso na bainha do tempo
fosse um caminho onde me perco para te encontrar

como se teus dedos fossem marcar na minha pele
o tempo inventado em que os beijos demoram
e cada palavra que deixas pendurada nas esquinas do tempo
fosse um caminho onde me perco para te encontrar

como se teus dedos fossem marcar na minha pele
essa viagem sem tecto em que os sonhos galopam
e cada memória que deixas ardendo na noite que sobe
fosse um caminho onde me perco para te encontrar

RM 
Enviar um comentário