Rewind

quinta-feira, 28 de março de 2013

da noite|

Caem do céu lágrimas na minha rua
E é noite escura outra vez
Procuro perdido a beleza tua
Que a saudade doce não desfez

Bóia o silêncio na madrugada
E dorme o ventre sossegado da cidade
Lembra-me a tua pele aveludada
Que tu me negas por maldade

Espero por ti no jardim
Sentado com o olhar suspenso
Porque se é só em ti que eu penso
Queria morrer assim

E enquanto a chuva me molha o rosto
Minha pele tem fome de amor
E com o coração assim posto
Falta-me de ti a luz do ardor

Vem serena morar nos meus braços rendidos
Vem coroar de flores as horas dos dias
Vem devolver os sonhos sumidos
A doce verdade em que existias.

RM 




Enviar um comentário