Rewind

quinta-feira, 28 de março de 2013

do coração|

Só por te ver
Se me amplia o olhar como uma avenida de luz
Só por te querer
Me nascem sonhos no lugar onde te pus

Só por te desejar
Com um fogo repetido
Se me põe o corpo a sonhar
Num vaivém terno e renascido

Só por te olhar  
Com o calor dos meus dedos
Abraça-me logo um luar
Onde te revelo meus segredos

Só por te provar
Com um rastilho de sonho
Acende-me no peito um mar
Abre-se um céu onde te ponho

Só por te querer na manhã que aparece
Vivo mil vidas num momento
Morre a má sorte e o desalento
E no céu a noite esmorece.

RM



Enviar um comentário