Rewind

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

infância|

A infância parece ao longe um enorme jardim
Em que o chamar rouco do mar se ouve sempre
É no jardim da infância que de mim
Fica o retrato definitivo e permanente

A infância foram todos os sonhos trazidos pelo vento
Em que a praia era um corredor aberto de areia
A infância foi gravar na pele cada momento
E trazer no peito sempre a alma cheia

A infância foi julgar-nos para sempre imortais
E por entre as rochas ir colhendo os frutos vossos
A infância foi a terra e o céu para sempre essenciais
E no pó do tempo desenhar de vós leves esboços

A infância foi de todos os tempos o maior
E nela foram sonhos todos os pássaros do céu
A infância foi o amar do mundo mas sem dor
Porque o maior dos pássaros era eu

RM
Enviar um comentário