Rewind

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

sabe que te espero|

Sabe que te espero no início da praia
E ainda visto o desejo de que venhas com a luz enorme do silêncio
Sabe que te espero no início da praia
E ainda habito o fogo do Verão tardio em que te quis
Sabe que te espero no início da praia
E ainda seguro nas mãos as flores dos beijos que são teus
Sabe que te espero ainda no início da praia

Para adiar na carne e para sempre a chaga infinita do adeus.

RM
Enviar um comentário