Rewind

sábado, 11 de janeiro de 2014

sonho|

Pousa no meu ombro a mão do sonho
E é teu rosto que vejo na luz de tudo
És para mim como a soma de mil vidas
Em que me sinto inteiro e não mudo

Chega aos meus olhos o mar em que te encontro
E de novo a noite é promessa de futuro
És para mim um olhar que se espanta no caminho
E um grito de fome em que perduro 

É o brilho da tua boca que vem no céu
E traz minha pele o mapa do caminho que traçaste
És para mim lugar de sonho e maresia
Em que durmo sabendo que me amaste

Sei que chegarás sempre com teus olhos
E neles eu verei que sonho trago
Por ti andarei caminhado neste mundo
Buscando em tudo o teu afago
RM
Enviar um comentário