Rewind

domingo, 8 de dezembro de 2013

Ao Né|

A luz dividiu-se logo no princípio dos dias 
E no silêncio tudo o que tive foi a impressão de um abraço
Era tudo amor o que no escuro já dizias
Eras já tu - o outro lado do caminho, a cada passo

O tempo empurrou-nos juntos para o poente
E foi nessa mesma luz que aprendemos o infinito
Teu coração olha-me de frente
E sabe tudo o que não precisa de ser dito

Sou teu como um desejo de horizonte todo mar
E guardo de ti o abrigo de cada palavra
Sei que viver foi ter vontade de caminhar
Por saber que eras tu quem me esperava

RM

Enviar um comentário