Rewind

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

os pássaros não vêm mais|

E os pássaros não vêm mais
Para beber da Primavera que murchou na tua ausência

Eis que os pássaros partem na saudade vazia do cais
E no rosto das coisas apenas a sombra é permanência

E os pássaros não vêm mais
E tudo é uma valsa lenta de passado e penitência

E se os pássaros não vêm mais
É porque o céu sem ti é como ter do sonho somente a aparência

RM 

Enviar um comentário