Rewind

sábado, 28 de dezembro de 2013

Vovó,

O dia é azul porque o mar se enamora do teu olhar
E em cada flor que sorri é tua boca que vive
Cada vez que nos teus braços escolho ficar
É um pedaço de mim que sobrevive

Só contigo vejo no verde a esperança
E o chão não mais se afunda no meu medo
É quando o vento leva o dia numa dança
Que ir embora é sempre cedo

É quando a memória demora no fundo do meu peito
Que lembro do passado os dias doces
Que viva desse tempo o sonho perfeito
Sem temer que na esquina tu te fosses

Contigo tive, a cada dia, um futuro maior
E tudo era um doce eco de regresso
De ti guardo a lembrança para onde for
E é para ti toda a vida que eu peço

Seremos sempre do caminho as suas margens
E no mundo deixaremos um só sentido
O nosso amor será maior depois de todas as imagens
Em que um abraço fundo seja sempre repetido

RM 





Enviar um comentário