Rewind

sábado, 21 de dezembro de 2013

talvez não saibas|

Talvez não saibas que ainda te levo na pele
E ainda sinto nas veias o sonho dessa promessa adiada
Talvez não saibas que ainda te sinto na boca
Como um braço de luz na alvorada

Talvez não saibas que ainda te levo ao mar quando anoitece
E ainda dispo nas ondas a distância em que te escondes
Talvez não saibas que ainda ouço teus passos no escuro
E o meu peito é um lanço de escadas que estremece

Talvez não saibas que ainda te levo na voz
E ainda sinto a dança do teu peito estremecendo
Talvez não saibas que ainda faltam luas para o fim
Porque o amor é sempre o que falta no que vou sendo

RM

Enviar um comentário