Rewind

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

prece|

Os deuses a quem rezo moram nas flores do teu sorriso
E o que lhes peço é o pecado maior de sentir na boca o teu beijo
Rezo com a fome do que preciso
E com o lume que queima do meu desejo

Os deuses a quem rezo moram na memória de luz da tua voz
E o que lhes peço é o pecado maior de sentir no peito que me abraças
Rezo com promessas tolas para ficarmos sós
E sentir que é Primavera quando passas

Os deuses a quem rezo não quiseram entre nós qualquer distância
Porque ensinaram ao meu peito que se abra quando vens
Quando demoras, somos da sombra os reféns
E no sangue derrama o medo toda a ânsia

RM 
Enviar um comentário