Rewind

quinta-feira, 25 de abril de 2013

cai nos meus braços|

Cai como a noite em meus braços
Deixa-te suspensa na face do mundo
Com teus lábios presos nesse instante
Em que doce e luminosa me sorris

Cai como a noite em meus braços
Deixa-te suspensa na face do mundo
Com teus olhos presos nesse instante
Em que o sonho é uma luz no ventre de todas as coisas

Cai como a noite em meus braços
Deixa-te suspensa na face do mundo
Com teus dedos presos nesse instante
Em que ensinas meu nome à tua pele

Cai como a noite em meus braços
Deixa-te suspensa na face do mundo
Com teu peito preso nesse instante
Em que tudo renasce da areia do tempo

Cai como a noite em meus braços
Deixa-te suspensa na face do mundo
Com teu ser todo preso nesse instante
Em que no colo da luz te nomeei

RM

Enviar um comentário