Rewind

sexta-feira, 19 de abril de 2013

saudade tua|

São saudades tuas
Os passos perdidos que se ouvem nessas ruas
E as janelas são rostos abandonados
Se acaso no meio do jardim
Tu, sorrindo, não esperas por mim

São saudades tuas
Essa sombra sem corpo que paira sobre o dia
Nas ruas muros erguidos
Pedra surda aos meus pedidos
À fome com que te queria

São saudades tuas
Esses sorrisos morrendo no nevoeiro
Suspiros tremendo inacabados
Sonhos traídos e fatigados
Esperando por ti o dia inteiro
 
São saudades tuas
Os acordes voando como folhas
Silêncio de uma quase melodia
Secretamente querendo que me escolhas
Antes de morrer o dia.

RM
Enviar um comentário