Rewind

domingo, 28 de abril de 2013

comam a terra de um país livre|

Comam a terra de um país livre
Em que a palavra volta a morar nas ruas
E as cidades são, de novo, catedrais do sonho
Com gritos soltos no caminho

Comam a terra de um país livre
Em que o Homem volta a habitar os corpos
E os dias são, de novo, searas férteis
Com vozes vivas no caminho

Comam a terra de um país livre
Em que a noite já não traz sombras nas esquinas
E todas as alegrias são fundas e repentinas
Comam a terra de um país livre
E na verdade nua e incontida
É o mar que volta para beijar
A terra prometida
 
RM
Enviar um comentário